Os ganhadores do Oscar 2012

No último domingo, dia 26, foi a tão proclamada festa de premiação para a indústria cinematográfica americana, no entanto, desta vez uma produção francesa levou os maiores prêmios da noite, O Artista. Será que a academia abriu as portas para as produções internacionais? Não é para tanto.

Apesar do diretor e dos atores principais serem franceses, o filme é uma bonita homenagem às realizações de Hollywood do início do século XX e, além disso, as legendas do longa mudo são em inglês. Dos meus palpites para as 24 categorias acertei apenas 15 opções, acredito que a maioria dos meus erros foram caprichos e má vontade para com alguns filmes.

A academia foi justa e distribuiu igualmente cinco estatuetas para Hugo e O Artista, o primeiro ressaltado pelo seu primor técnico e o segundo pelo lado artístico. Os longas dessa 84ª disputa apresentam um caminho de mudanças para o cinema mundial, no qual a próxima fase será dominada pela tecnologia 3D e estará presente em todas as produções em alguns anos.

O Oscar também apresentou uma seleção de filmes em que predominou a nostalgia: O Artista com a ressurreição do cinema mudo; A invenção de Hugo Cabret com a história do pai dos efeitos especiais, Georges Méliès; e Meia Noite em Paris com a lúdica viagem aos anos de 1920 na França, este ganhador do prêmio de Melhor Roteiro Original. Vale ressaltar que a França, mãe do cinema, esteve presente em todas estas obras.

Seguem os consagrados:

Melhor Filme: O Artista (The Artist, França, 2011)

Melhor Ator: Jean Dujardir, por O Artista

Melhor Atriz: Meryl Sreep, por A Dama de Ferro (The Iron Lady, Reino Unido/França, 2011)

Melhor Atriz Coadjuvante: Octavia Spencer, por Histórias Cruzadas (The Help, EUA, 2011)

Melhor Ator Coadjuvante: Christopher Plummer, por Todas Forma de Amor (Beginners, EUA, 2011)

Direção: Michel Hazanavicius, por O Artista

Fotografia: A invenção de Hugo Cabret (Hugo, EUA, 2011)

Direção de Arte: A invenção de Hugo Cabret

Figurino: O Artista

Maquiagem: A Dama de Ferro

Edição: Millennium – O Homem que não amava as mulheres (The Girl with the Dragon Tatto, EUA, 2011)

Melhor Filme de Língua Estrangeira: A Separação (The Separation, Irã, 2011)

Edição de Som: A invenção de Hugo Cabret

Mixagem de Som: A invenção de Hugo Cabret

Melhor Documentário: Undefeated (Undefeated, EUA, 2011)

Melhor Animação: Rango (Rango, EUA, 2011)

Efeitos Visuais: A invenção de Hugo Cabret

Trilha Sonora: O Artista

Canção Original: “Men or Muppet”, de Os Muppets (The Muppets, EUA, 2011)

Roteiro Adaptado: Alexander Payne, Nat Faxon e Jim Rash, por Os Descendentes (The Descendants, EUA, 2011)

Roteiro Original: Woody Allen, por Meia Noite em Paris (Midnight in Paris, EUA, 2011)

Melhor Documentário de Curta Metragem: Saving Face (Paquistão, 2011)

Melhor Curta Metragem de Ficção: The Shore (Irlanda, 2011)

Melhor Curta de Animação: The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore (EUA, 2011)

Anúncios

Sobre Letícia Alassë

Jornalista formada pela Universidade Federal Fluminense, Editora e Crítica do blog Centro do Cinema e Translação de Culturas e idealista por convicção. Aos 27 anos tenta descobrir a melhor maneira para viver.

Publicado em 28/02/2012, em Cinema e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: